Início > Uncategorized > Você Tem Tempo?

Você Tem Tempo?

Imagem retirada do google.com.br

Você tem tempo? Quanto tempo você tem?

Trabalha, estuda, dorme, acorda, joga, brinda, sai e começa tudo outra vez de um jeito novo ou do mesmo jeito? Bem-vindos ao tempo de hoje que nada mais é do que a continuação e reflexo do tempo de ontem se prolongando para o que virá amanhã.

O tempo é invisível aos olhos, não podemos tateá-lo, porém é perceptível ao coração, podemos sentí-lo. E sentimos ele passar cada vez mais apressadamente. Por quê?

Certo dia estavámos vendo jornal e um especialista comentou que o tempo está passando mais depressa graças às novas técnologias que temos hoje e não possuíamos antigamente. Verdade? Em termos sim, mas ainda gostamos de atribuir nossa perda de tempo ao espaço que dedicamos aos nossos costumes próprios. O tempo passa mais depressa para aqueles que assim o sentem e lentamente para os que demais anseiam. Não adianta, nós do Segunda Parada somos do tipo que avalia a relatividade das coisas. Nossa modernidade foi moldada através desse parêmetro de constantes evoluções/revoluções, não é um sistema que nasceu ontem, mas que vem de gerações e a globalização somente marcou uma parte desta evolução na história. E o tempo que perdemos com nossas manias? Nossos vicíos que não envolvem modernidade, nossos costumes que carregamos de outrora? Esses nada têm a ver com a modernidade e o tempo… O tempo nunca parou.

Aliás, como você usa o seu tempo? Estuda, trabalha o dia todo, chega em casa exausto, sempre reclamando de algo e as vezes nem sabe a razão – mas quando está de folga fica a toa em casa para, no final do dia, perceber que não fez seu tempo render nada? Que no final das contas também não descansou porque a cabeça estava em outro lugar – talvez direcionada para um tempo que ainda nem chegou? Tudo bem, o mundo não está fácil e todos sabem disso. Nossas sagradas e suadas 24hs se tornaram pequenas e breves perante as necessidas que possuímos e as que jogam em nosso lombo, mas que graça teria se tudo fosse certo e no compasso correto de um cronômetro? Ok, esse não é o mérito da questão, assim como também não é desculpa aplicável a tal eloquente situação. Vamos a tal modernidade…

O trabalho mais concentrado, a era digital, celular, internet, notícias em tempo real… Hoje tudo é para ontem e não sejamos ignorantes, as coisas ainda vão a milhão. Você compra algo moderno hoje para descobrir que já é ultrapassado amanhã. Você precisava entregar aquele relatório ontem, mas não deu tempo. Você ia no cinema com sua namorada hoje, mas surgiram coisas mais importante ao seu ver e o filme poderia ficar para depois. O tempo te faz criar prioridades e metas, o leva a viver do passado acreditando estar acentuando o futuro. Ou será isso mais uma desculpa para acharmos um culpado por nossas ausências que não sejam nós mesmos? Sinceramente? Não acreditamos que seja o tempo que ande cada vez mais depressa, mas que nós o atropelamos com nossa ansiedade, ganância, ambição, impaciência etc.

Já chegamos a odiar os domingos, sempre nos foi um dia desagradável em que não se havia muita coisa de interessante para fazer. Passavamos sentados em um sofá enojados já pensado na segunda. Entendiado pensando nas coisas que ainda nem sabíamos quais eram ou seriam. Hoje notamos que o tempo não estava sendo bem aproveitado e agora começamos a escrever, a sermos úteis a nós mesmos primeiramente. Descobrimos que quando estamos com tempo para se fazer algo o deixamos de lado, mas quando estamos atarefados e lotados de compromissos reclamamos por não nos sobrar tempo de fazer mais nada. Nós, humanos, somos engraçados não? Sim, ser “tolo” é uma característica do ser humano, nada agradável, mas pense pelo lado bom, sem ela talvez não evoluiríamos tanto, a ponto de ficarmos acomodados dentro de nossas próprias prisões. Queremos que vejam o outro lado, que façam uma Segunda Parada. Não espere a vida toda por algo que não virá, olhe ao seu redor, encontre as ferramentas e produza. Não reclame do tempo, mas o use a seu favor, afinal, ELE É SEU!

Não tenha preguiça nas horas vagas, é difícil, mais vai dizer que nunca ficou a toa a tarde toda e a noite pensou: “Puts! Não deu pra eu ler meu livro, não consigo termina-lo!”?

Aproveite bem seu tempo!

O que é aproveitar bem o tempo?

Para nós, é passar uma tarde preguiçosa em casa vendo um filme ao lado de quem você ama, é passar um dia com os amigos falando do que faziam quando eram menores e de como a vida está diferente e estranha ultimamente, mas que ainda sim é boa, é fazer o que gosta, escrever, desenhar, pintar. É cantar no videokê velho da família e depois ficar com vergonha da voz horrível que possui, mas ainda sim não largar o microfone e cantar outra. Não por teimosia, mas porque está realmente se divertindo e feliz.

Assuma e cumpra com seus compromissos e responsabilidades, mas não se esqueça de você. Tenha o seu tempo particular, aproveita a filosofia de “viva um dia de cada vez” – ela é ótima quando posta em prática, acredite! Atente aos detalhes, às minúcias, ao tempo que não se repete, que não volta atrás.

Nada justifica certas ações e atitudes simples da vida: um abraço, um elogio quando necessário, isso transforma seu ambiente, transforma seu redor, contagia! Fale que ama, fale que odeia, grite, tome banho de chuva, passe um dia pacato, mais olhe pra você mesmo, cuide da sua companhia eterna, que é o ‘eu’, pense em você e nos que estão ao seu redor, tente viver mais e melhor, e aproveite melhor o seu tempo. Faça coisas, para depois, no final olhar pra trás e ver que o seu tempo não foi em vão.

Vitor Azevedo e Michel Carvalho.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. 12 de janeiro de 2010 às 03:49

    “Você compra algo moderno hoje para descobrir que já é ultrapassado amanhã” Amei essa frase…Por isso vc não tem tempo …Pq vc tem q compra…E esqueçe do presente…Mas melhor fale que AMe, dançe na chuva, doe um rim, vá ao hospicio!!
    QUAL FOI O ULTIMO DIA QUE VC FALOU PARA SUA MAE QUE A AMA? ….ABRAX http://cotidianodesvaneio.blogspot.com/

  2. 12 de janeiro de 2010 às 04:08

    opa, se nao nao estaria aqui!

  3. 12 de janeiro de 2010 às 14:34

    O tempo não diminuiu e nem aumentou…é a nossa percepção que mudou, a nossa vida, nossas responsabilidades e o que achamos ser prioridade e foco.
    O tempo sempre foi e sempre será questão de preferencia…qdo vc quer, arruma. Então não perca tempo com bobagens e faça as coisas certas

  4. 12 de janeiro de 2010 às 15:55

    Tem que viver a mil por hora. É isso ou nada.
    Carpe Diem.

    abç
    Pobre Esponja

  5. 13 de janeiro de 2010 às 04:19

    TExto muito bom cara! Serio!! Pra mim a preguiça é a nossa principal inimiga… quando se trata de aproveitar o tempo. Reclamamos que o tempo é pouco que passa logo… mas como vc disse, as vezes gastamos um dia inteiro de pernas pro ar esquecendo o agora p/ imaginar o amanhã!! Quantas vezes, no fim do dia, me senti um bosta “caraca! Inacreditável que passei o dia td sem fazer porra nehuma!”

  6. 13 de janeiro de 2010 às 14:45

    O tempo passa mais depressa ainda quando nos envolvemos na rotina, nossos corpos e mentes ficam condicionados e ignoram a passagem temporal. Aí acaba o ano e você pensa “como passou rápido”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: